ADMVITAL | Blog

Empregabilidade em tempos de crise



Diante deste cenário é preciso repensar o nível de empregabilidade, ou seja, a capacidade de manutenção do emprego ou reinserção no mercado de trabalho. Empregabilidade em tempos de crise

Em todos os meios de comunicação não se fala em outra coisa. A crise chegou para todos e os reflexos no mercado de trabalho são evidentes. Segundo o IBGE, a taxa de desemprego do segundo trimestre de 2016 é a maior da série histórica iniciada em 2012, em todas as grandes regiões do país.

Com tantos profissionais disponíveis, as empresas tendem a exigir cada vez mais e a oferecer cada vez menos. O fato é que, assim como no mercado de bens e serviço, os escolhidos serão aqueles que estejam preparados para resolver os problemas e agregar valor à vida e aos negócios.

Quanto à retribuição financeira, esta será equivalente ao valor percebido pelas organizações. Será que você oferece além do que os demais que estão no mercado têm oferecido? O quão escasso você é?

Diante deste cenário é preciso repensar o nível de empregabilidade, ou seja, a capacidade de manutenção do emprego ou reinserção no mercado de trabalho.

Antes de qualquer atitude é preciso entender o que o mercado procura nos profissionais atualmente. Mais que um profissional com grande conhecimento acadêmico ou larga experiência, as empresas buscam profissionais competentes. Onde a competência deve ser percebida como a capacidade de integrar em uma única pessoa, conhecimentos, habilidades e atitudes.

O conhecimento é a base teórica que deve sempre permear toda a prática e que pode ser adquirido através de cursos, livros e os meios presenciais ou virtuais. A habilidade, que se refere ao “saber fazer” aplicado ao negócio da empresa, pode ser adquirida em experiências anteriores, em outra empresa ou em voluntariado. E enfim a atitude, que hoje tem sido um dos grandes pontos fracos dos profissionais. A atitude está relacionada ao comportamento e à postura adequada ao ambiente de trabalho e devem ser desenvolvidas ao longo da vida.

Entendendo a expectativa básica das organizações, o primeiro passo é elaborar um planejamento de carreira que também poderia ser denominado de planejamento estratégico profissional, pois, é comum encontrar profissionais que mal conseguem identificar suas habilidades e debilidades, além de não definirem de forma clara seu objetivo de carreira.

Neste processo, cada pessoa deve realizar uma análise minuciosa do perfil profissional sempre levando em consideração os sonhos pessoais, pois, não dá para almejar sucesso fazendo algo que não se gosta ou tenha um mínimo de afinidade.

Nesta análise, uma vez identificados os “pontos altos” de seu perfil profissional, aquilo que está condizente com seus objetivos, que deve ser enaltecido e consequentemente poderá ser valorizado pelas empresas passa-se para análise dos pontos fracos. Todos os aspectos relacionados à falta de conhecimento, habilidade e atitude e que podem ser prejudiciais à carreira também devem ser reconhecidos para possam ser devidamente trabalhados. Diante dos resultados desta análise, o profissional deve desenhar um projeto pessoal onde determine ações para solucionar ou minimizar seus pontos fracos. Desta forma, todos os seus esforços estarão direcionados e em pouco tempo conseguirá aumentar seu nível de empregabilidade.

Uma boa forma de medir se as ações estão funcionando está na busca por vagas do interesse mesmo já estando colocado. Desta forma o profissional percebe se está conseguindo despertar o interesse de possíveis empregadores.

Outra iniciativa que deve ser tomada para garantir a empregabilidade é entender que estar desempregado não significa necessariamente ficar parado. O tempo gasto com coisas irrelevantes deve ser investido em preparação para novas oportunidades, sempre considerando os objetivos e a necessidade de resolver os pontos fracos. Neste período deve-se participar de cursos, assistir palestras e buscar informações dos acontecimentos relacionados à área de atuação como forma de adquirir conhecimento. Para desenvolver habilidades e atitudes pode-se optar por um trabalho voluntário, seja em escolas, associações ou mesmo em empresas que no futuram possam vir a ser uma referência profissional. Aproveitar melhor o tempo garante grandes melhorias para os profissionais que desejam estar preparados para o mercado.

Além disso, é extremamente importante que o profissional aproveite e amplie se network. Fazer bons contatos e mantê-los informados sobre suas potencialidades e seus objetivos pode ser o elo entre você e as melhores oportunidades do mercado. Uma dica é não perder a oportunidade de conhecer novas pessoas e investir no marketing pessoal para causar uma boa impressão e mantê-la.

A jornada não é fácil, requer dedicação e capacidade de iniciativa, mas, os resultados são reais e de clara percepção. Então inicie sua caminhada, realize seu planejamento estratégico, aproveite seu tempo investindo em sua carreira e valorize seu network, desta forma o mercado logo perceberá que você é o que falta para que ele se torne cada vez melhor.

Por: Liliane Moreira
Disponível em Portal Administradores: https://goo.gl/Z233co

 

508 total views, 1 views today

Share

Deixe uma resposta

SIGA-NOS!

Parceiros

Mais vendidos   Amazon Eletros   Hospedagem é com a Hostgator  
-----------------------------------
  Sistema de Gestão
GestãoClick - Sistema ERP Online
 
-----------------------------------
 


Mais vendidos







%d blogueiros gostam disto: