“Aonde queremos ir e como saberemos que realmente chegaremos lá?”

Esta foi a pergunta feita por Andy Grove, presidente da Intel na década de 1970 e criador da metodologia OKR, ferramenta simples que auxilia as empresas a organizar e executar seus objetivos.

Por que implementar OKR hoje?Apesar de ter sido feita há tempos, esta questão é bastante relevante se pensarmos no dinamismo que o mercado propõe nos dias de hoje. Os OKRs (objetivos e resultados-chave), surgem como uma reação imediata à necessidade de ciclos de performance muito mais acelerados e intensos nas organizações, que precisam adaptar-se para manter a competitividade, prevendo mudanças constantes ao longo do ano.

Fácil adaptação dos OKRs em qualquer empresa

Em resposta a um questionamento sobre quando uma equipe de gestão deve adotar OKRs, Rick Klau, sócio da Google Ventures, disse: o mais rápido possível

Por ser de simples aplicação e com foco em resultados, o OKR é uma solução interessante para empresas que buscam potencializar rapidamente sua atuação diante do mercado. A partir deste framework, é possível ter uma gestão estratégica flexível e adaptável à nova realidade das organizações, podendo ser adotado por qualquer tipo de negócio, de diferentes segmentos e portes.

O Google, uma das maiores disseminadoras da metodologia, acredita que os OKRs são o segredo de seu sucesso. A partir deles, é possível alinhar, comunicar e fornecer as informações de negócio. A definição, acompanhamento e avaliação dos objetivos e resultados-chave fornecem dados concretos que podem ser usados para beneficiar qualquer organização.

Além disso, os OKRs garantem que o foco da empresa sempre esteja nas prioridades de negócio, promover sinergia entre as forças de trabalho e gerando engajamento em prol de melhores resultados para a empresa. Ter as estratégias alinhadas com toda a empresa é essencial para assegurar uma cultura de alta performance, em que todos os colaboradores entendam qual caminho devem seguir dos OKRs.

O que queremos realizar como companhia? Quais são as ações que não devemos tomar? Nossos times realmente utilizam totalmente seus potenciais? Adotar OKRs em sua empresa possibilita que estas perguntas sejam respondidas de maneira clara e rápida, trazendo resultados para toda a empresa.

Primeiros ciclos são de aprendizado

Como foi dito anteriormente, os OKRs permitem que as empresas trabalhem com ciclos de gestão rápidos e dinâmicos, adequando-se às atuais tendências de mercado. A metodologia trabalha, em geral, com uma cadência trimestral.

Há, entretanto, a possibilidade de estabelecer ciclos mais curtos dependendo do grau de maturidade da empresa em relação à metodologia. Para empresas que pretendem implementar e não têm experiência prévia com a ferramenta, sugerimos que sejam feitos ciclos mensais simples até acertar a cadência e processos do OKR.

Segundo John Doerr, guru do OKR, sua empresa “provavelmente não vai acertar o processo na primeira vez que for aplicado. Geralmente há um período de tentativa e erro, então não se sinta surpreso (ou desencorajado) se sua organização leve algum tempo para realmente efetivar a atuação dos OKRs ou se o processo não tenha funcionado da maneira que você esperava”.

Meses finais do ano são interessantes para testar estes ciclos curtos de aprendizado em sua organização. Aproveitar este momento para amadurecer o uso dos OKRs é possibilitar que seu negócio tenha um bom direcionamento para os próximos períodos e inicie o ano com a cadência de OKR já definida.

Constatamos, através de nossas consultorias, que nossos clientes levam pelo menos um trimestre para ter sucesso com a metodologia. Quando buscamos desafios, contratempos e erros são consequências naturais.

Feedbacks e alinhamentos constantes tornaram-se essenciais

O alinhamento estratégico é um dos maiores desafios para as empresas atualmente. Para atingir os objetivos da companhia, é fundamental manter uma linearidade com a missão, visão e valores adotados. A comunicação é um pilar fundamental para garantir que a empresa esteja no mesmo passo, garantindo  que todos os colaboradores desempenhem seus resultados estrategicamente.

OKR é uma ferramenta de comunicação interna, integrando as equipes através da formulação de objetivos e resultados-chave simples. Por ser bastante transparente, os colaboradores têm acesso aos todos os OKRs, entendendo a atuação de cada área. Com os resultados expostos, desde o presidente até o último degrau hierárquico, o sentimento de “noção do todo” é atingido com muita efetividade, além de expor de maneira clara as mudanças que devem ser feitas a fim de ajustar a rota estratégica.

A fim de consolidar ainda mais o alinhamento estratégico para toda a empresa, a metodologia propõe que os gestores façam feedbacks direcionados com menor periodicidade, para manter um ciclo constante de desenvolvimento para todos os colaboradores. Além disso, um dos mecanismos do OKR para garantir a sintonia na empresa é a reunião de check-in, encontro semanal que visa monitorar o andamento dos OKRs.

Segundo Patrick Lencioni, autor do livro “Three Signs of a Miserable Job”, “(…) os funcionários que podem medir seu próprio progresso ou contribuição vão desenvolver um maior sentido de responsabilidade pessoal e satisfação do que aqueles que não podem”.

Ou seja, quanto mais feedbacks constantes e transparência na estratégia, maior será o engajamento do colaborador no processo e melhores serão os resultados da empresa.

  • Quer saber mais sobre OKR e o sistema COBLUE? Entre em contato com a ADMVITAL – admvital@admvital.com

Texto disponível em Coblue: https://goo.gl/YeEajb

595 total views, 2 views today

Share

Deixe uma resposta